15 março 2017

Tranças ARCO-ÍRIS - RAINBOW BOX-BRAIDS

Preciiiiso compartilhar essas fotinhas com vocês. Gente, essas tranças foram umas das mais lindas que eu já fiz. Eu vou linkar o vídeo delas para quem ainda não viu, mas a técnica  é a mesma usando linhas ou kanecalon, eu fiz igualzinho.


08 março 2017

SER MULHER?

Imagine uma pessoa bem sucedida que:
- Administre grandes empresas
- Tenha diversos livros publicados 
- Seja reconhecida internacionalmente por suas descobertas
- Tenha feito descobertas incríveis na área de medicina

É muito mais comum admitir que pessoas com as características citadas acima sejam homens. É muito mais comum tomarmos a imagem do homem como protagonista de nossas vidas e da história do mundo, os feitos das mulheres quase sempre tem tão pouco valor, quanto é dado a elas mesmas.

Um ano atrás eu publiquei esse vídeo, hoje eu republico, não com felicidade, mas com a esperança de que um dia ele não seja mais a nossa realidade.


 Feliz dia da mulher! Que a nossa luta diária nos traga sempre conquistas significativas!

04 fevereiro 2017

Que feminismo, afinal?

Oi gente, cá estou no meu local de nascimento na internet para desabafar.

Como o feminismo nasce na gente? Liberal, com certeza. É assim que ele nasce pra quase todo mundo. O feminismo que luta pela liberdade da mulher, pelas roupas que quiserem, aquela conversa sobre diferença salarial e cargos, direito de mostrar os mamilos e por aí vai.


A gente começa enxergando o feminismo como se muito já tivesse sido alcançado e agora estivéssemos apenas tratando os aspectos mais externos: a roupa, maquiagem, pelos, cabelo... Não que estes não sejam importantes, mas vai além disso, e é aí que muitos se enganam. Muitos creem que o feminismo atual é inválido por não verem quais são as verdadeiras intenções e quais os principais objetivos a serem alcançados.

O feminismo de uma maneira geral busca a IGUALDADE, mas calma, nós temos plena consciência de nossas diferenças biológicas, físicas e questionamos, de fato, em que momento isso nos impede de sermos boas presidentes, cientistas, mecânicas, motoristas, entre outros cargos e atribuições que são vistos, de maneira geral, como inapropriados para mulheres.

Vamos lá, existem três vertentes do feminismo, ou seja, o feminismo não é uma coisa só. Apesar de termos o mesmo objetivo, nós temos especificidades e cada vertente do feminismo abriga pautas e opiniões diferentes. Para saber que feminismo te representa basta estudar um pouco sobre cada um deles: liberal, interseccional e radical (isso não significa que você precise ter "carteirinha" e estar fixa a uma única vertente não).

Normalmente, iniciamos no feminismo liberal, mas o feminismo liberal não abrange pautas extremamente necessárias, por exemplo, como o racismo gera uma série de impactos que não atinge diretamente as mulheres brancas. O feminismo liberal raramente faz recorte de raça em seus debates, o que o enfraquece diante dos demais. A ideia não é gerar nenhum tipo de repulsa em relação ao feminismo liberal, uma vez que isso seria estupidez, mas sim de alertar sobre como esse tipo de debate faz falta no movimento. 

Diante disso, temos o feminismo interseccional, aquele que é responsável pelo feminismo negro, pelas pautas relacionadas às mulheres negras, ou periféricas, ou pobres e busca levantar soluções para cada um desses grupos, dentro da realidade deles, ou seja, soluções propostas por quem realmente tem essas vivências. Uma mulher rica não é capaz de compreender os problemas de uma mulher pobre, uma mulher branca não compreende a vida de uma mulher negra, mas nós todas podemos nos apoiar e nos tornar mais fortes, nos importando com as necessidades de cada uma.

O meu feminismo está de acordo com a vertente interseccional, apesar de que em alguns momentos eu possa concordar com o posicionamento do feminismo radical ou do liberal, os debates são extensos: a regulamentação da prostituição, o aborto, acesso a creches, uso de pílulas anticoncepcionais... Mas cabe a cada uma ler e se informar até que sua opinião possa ser formada, lembre-se de não ver as coisas somente de um ponto de vista, não analise a prostituição somente do ponto de vista da mulher de classe média alta que gosta do que faz, mas pense também do ponto de vista das mulheres periféricas que não têm acesso à educação e se veem obrigadas a se submeterem a esse cargo para sustentarem a família. 

Enfim, o debate é longo, são muitos assuntos, não iremos concordar sempre e isso faz parte. O importante no fim não é encontrar o seu feminismo e se filiar a ele, mas compreender a importância do feminismo na vida de mulheres e homens e lutar para que o machismo e o racismo sejam cada vez mais repudiados. E que nós mulheres possamos ocupar cada vez mais espaços, seja ele qual for (casa, escritório, laboratório, oficina), desde que seja a nossa vontade.